Popular Tags:

SALVE-SE QUEM PUDER

1 de setembro de 2014 at 22:46

Postado dia 01/09/2014 às 18h06 por: Tulio Lemos
JOGO DUPLO – Túlio Lemos
Sherloquinho descobriu que cresce na coligação de Robinson Faria e Fátima Bezerra, a suspeita de que a candidata ao Senado estaria fazendo jogo duplo na campanha. Além de fazer dobradinha com Henrique em vários municípios, fica cada vez mais claro que Fátima só ‘cola’ em Robinson quando é de seu interesse.

APOIO

Em Mossoró, por exemplo, Fátima recebe o apoio do prefeito Silveira Junior, do PSD de Robinson, mas há cidades em que o PT tem a Prefeitura, apóia Fátima mas não vota em Robinson. A candidata do PT não tem feito nenhum esforço para pedir votos para Robinson Faria.

ADVERSÁRIO

A ‘relação’ de Fátima Bezerra com Henrique Alves não é de adversário. Algumas lideranças ligadas ao filho de Aluízio estão apoiando a candidatura da irmã de Tetê. Essa situação está provocando uma crise nas duas coligações. Os supostamente traídos por seus companheiros de chapa, Robinson e Wilma, não estão satisfeito com o que está ocorrendo.

LEMBRANÇA

Fátima Bezerra sempre quis ser a candidata de Henrique ao Senado. Não conseguiu porque se enfraqueceu com derrota interna no PT e também pelo fato de que o PMDB tinha medo de Wilma desistir de ser candidata ao Senado e disputar o Governo. A mãe de Lauro foi atraída por Henrique e, por exclusão, Fátima fez aliança com Robinson.

PLANO

Henrique Alves também não tem o menor interesse na vitória de Wilma. Pessoas ligadas diretamente ao candidato do PMDB estão só ‘aparentando’ apoiar a mãe de Márcia; na prática, esse apoio não existe de fato. Ao fazer acordo subterrâneo com Fátima, Henrique resolve dois problemas: Enfraquece a candidatura de Robinson e derrota Wilma de Faria, que o derrotou duas vezes e não o apoiou em 2002, como havia prometido.

NÚMEROS

A ‘estratégia’ de Henrique envolve até institutos de pesquisa ligados ao PMDB e ao PT, que estariam manipulando números para mostrar a superioridade dos dois em chapas diferentes. Em função disso tudo, o clima não é dos melhores nas duas coligações. Robinson já externou sua insatisfação a Fátima e Wilma está cobrando do PMDB maior envolvimento para atrair apoios ao seu nome.

CORREÇÃO

O núcleo pensante da campanha de Robinson critica a postura de Fátima, mas registra a correção do deputado Fernando Mineiro, que tem realmente feito um trabalho pelo voto casado.

TOM

O candidato a governador Robinson Faria elevou o tom das críticas feitas ao seu principal adversário, deputado Henrique Alves. Entrevistado hoje pela manhã na 94 FM, o pai de Fábio bateu mais duro no marido de Laurita, sinalizando que setembro vai esquentar essa fria campanha.

CONDENADOS

O deputado Henrique Alves deve ter uma preferência por condenados da Justiça. Em Mossoró, recebeu conselhos de Cláudia Regina, a ex-prefeita condenada 14 vezes; em Carnaubais, seu principal apoio é o prefeito afastado pela Justiça, Luizinho; em Macau, está animado com o apoio de Flávio Veras, condenado à prisão por corrupção eleitoral. Com essas companhias, fica difícil acreditar que um eventual Governo de Henrique não seja integrado por condenados.

ALDIVON NASCIMENTO NUMA SINUCA DE BICO

1 de setembro de 2014 at 22:36

O prefeito Aldivon Nascimento foi forçado pelo vice João Maia para votar em Henrique Alves, mas os eleitores de Isoares Martins se sentem prejudicados pelo PMDB e não querem votar no candidato a governador, a população de Baraúna na sua maioria que está sendo prejudicada pelo governo dos Contras também não quer, mas Isoares e Aldivon estão protelando a decisão de votar em Henrique, digo protelando porque em reunião de cúpula o voto de Aldivon e Isoares ficou definido, mas na calçada de seu Edvaldo hoje à noite 30 eleitores do 22 queriam saber em quem Aldivon ia votar, ele se esquivou, mas deixou nas entrelinhas que ia votar em Henrique, mas os eleitores disseram que votar em Henrique seria votar em Adjânio Bezerra, pois o prestígio dos votos dado a Henrique seria creditado Adjânio, Aldivon pediu um prazo até sexta-feira, mas todos disseram que ele estava empurrando com a barriga uma decisão que já estava tomada, um dos sinalisadores desta decisão foi a adesão da vereadora do PR, Gisele Romão e do seu marido, Marcos Antônio que foi nomeado secretário de educação, mas os eleitores resistem em votar no candidato de Adjânio e muitas lideranças já decidiram por Robnson, Flávio Matias, Divanize, Marcos Fábio, Tertinho presidente da Câmara de Vereadores, Fátima do Juremal, Raimundo do Poço Novo, Odilon do Juremal são lideranças que estão votando em Robinson, caso alguma desta lidranças não estejam de acordo com está matéria, me telefonem que eu retirarei o nome da liderança, agora se ALdivon e Isoares se render aos Contras estarão assinando o suicídio políticos deles, como não há espaços vazios na política nomes novos vão continuar a luta por dias melhores para Baraúna, vou conversar quinta-feira com Isoares e se ele disser que vai votar em Robinson eu divulgarei neste sítio, mas Aldivon Nascimento na minha opinião ele já pulou para o grupo do Contras, tenho dito.

A CAMPANHA DE 2014

1 de setembro de 2014 at 22:05

oportunista
Candidato do PSD parte para o ataque e chama Henrique de “adesista” e “candidato das pesquisas”
TYIU56I3I

O candidato do PSD a governador, Robinson Faria (PSD), elevou o tom das críticas ao candidato do PMDB, Henrique Alves. Em entrevista ao Jornal da Cidade, da FM 94, Robinson disse que o atual presidente da Câmara dos Deputados é o “candidato do acordão”, “o candidato das pesquisas”, “adesista”. Robinson classificou as propostas do adversário de “falácia” e “mentira”, apontou “oportunismo” político e “discurso falso”, além de tratá-lo como “candidato midiático”.

Foi o mais duro momento da campanha eleitoral até o momento. Segundo Robinson, Henrique adere a todos os governos com a promessa de ajudar o Estado, mas não consegue resolver os problemas, lembrando que, mesmo sendo presidente da Câmara, nada fez pelo governo Rosalba Ciarlini (DEM), onde mandava e desmandava, e que em eventos do governo, ele discursava como se fosse o governador e Rosalba a expectadora.

Robinson falou que Henrique não é oposição ao Governo Rosa, já que na gestão atual ainda tem pessoas ligadas a ele, como o secretário de Desenvolvimento, Sílvio Torquato, tio do deputado Gustavo Fernandes (PMDB), a secretário de Assistência Social, que tem o DNA do vice de Henrique, João Maia (PR), e o líder do governo, o democrata Getúlio Rêgo, que vota em Henrique. Robinson acusou Henrique de nunca ter morado no Rio Grande do Norte, de ter nascido no Rio de Janeiro, ter se criado no Rio e de ser carioca.

“A população sabe analisar os fatos e essas são suas propostas de um candidato que nunca morou no Estado, sempre teve uma carreira muito fácil, nasceu pronta nunca cavou com as unhas sua vida pública, já nasceu deputado federal, criado no Rio de Janeiro, carioca, formado no Rio”, disse.

Robinson afirmou que mesmo ocupando um dos cargos mais altos da República, Henrique não trouxe soluções ao governo Rosalba. “Ao contrário muita pirotecnia: afunda o calçadão de Ponta Negra e está lá o deputado Henrique para tirar uma foto. Se tem problema no hospital, ele fala que vai trazer ministro para resolver o problema. É o candidato midiático, é o político da mídia, mas resolutividade nenhuma. Então é uma coisa fantasiosa”, afirmou.

ADESISTA

Robinson disse que o conselho político, sugerido por Henrique, falhou no governo Rosalba. E que o peemedebista passou quatro anos mandando e desmandando na gestão estadual. “O conselho político de Rosalba, hoje está todo contra ela, e foi criado pelo candidato Henrique Alves, que passou quatro anos mandando, desmandando, dando ordens, falando por ela, chegava até em solenidades em que ele falava de projetos como se ele fosse o governador e Rosalba fosse apenas uma expectadora do seu governo, quando ele falava em nome do governo do Estado. Quando o governo perdeu popularidade de forma oportunista, ele se reuniu com esse grupo de ex-governadores”, disse Robinson.

Ainda sobre Henrique ser adesista, Robinson disse que Henrique aderiu e abandonou diversos governos. “Henrique aderiu ao governo de Iberê e de Wilma, ambos tiveram indicações em seus governos, sempre usando o argumento de querer ajudar o Estado, mais sempre indicando nomes para compor a equipe”, criticou, acrescentando que o peemedebista também se aliou aos governos de Micarla de Sousa em Natal, antes de chegar à gestão Rosalba. “O candidato Henrique não voltou na borboleta (Micarla), mas com pouco tempo estava participando e mandando e indicando cargos no governo de Micarla. Se você lembrar, ele indicou a esposa… Micarla naufragou, nem candidata foi, e ele abandonou Micarla”, criticou Robinson.

Na eleição 2010, menos de um ano após ser derrotado no palanque para o governo ao lado do candidato a governador Iberê Ferreira de Souza (PSB), que disputava a reeleição, Henrique aderiu ao governo Rosalba. “Henrique apoiou Iberê e perdeu, mas com pouco tempo ele estava aderindo ao governo Rosalba, chegando a indicar seis secretários. E depois de passar quatro anos mandando e desmandando no governo Rosalba, criou até por ideia dele um conselho político, quando Rosalba perdeu popularidade, Henrique se reuniu com ex-governadores”, disse.

“Vou ganhar a eleição e ele vai ter que sentir o gosto da oposição”

O candidato do PSD, Robinson Faria, afirmou que vai vencer a eleição e que o candidato do PMDB vai sentir o gosto de ser oposição. “Vou ganhar a eleição e ele vai ter que sentir o gosto da oposição”, disse Robinson, que identificou a carreira política do candidato adversário como “grave carreira adesista”, sempre perdendo e aderindo aos vencedores.

“Henrique usa o discurso de oposição, um discurso falso, mentiroso, porque ele está dentro do governo, ele não entregou os cargos, é apenas para manter uma posição de oposição, sem ser oposição. Mais o grave em tudo isso é a sua carreira de adesista, ele perde e adere e governa. E agora eu vou ganhar a eleição e ele vai ter que sentir o gosto de saber o que é oposição”, afirmou Robinson.

Robinson disse que mesmo após romper com Rosalba, Henrique manteve seus indicados e apadrinhados políticos na gestão estadual. “O maior acórdão da história do Rio Grande do Norte… É bom lembrar que é tanta gente do PMDB, que mesmo com esse rompimento que ele fala que rompeu com Rosalba, ainda temos lá secretários afilhados políticos do deputado Henrique Alves, como por exemplo, Silvio Torquato, secretário de desenvolvimento, irmão de Elias Fernandes, tio do deputado Gustavo Fernandes. Temos a secretária de Assistência Social, ligada ao deputado João Maia, vice do meu adversário, o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Getúlio Rego, apoiador também de Henrique Alves. No interior, nos municípios os cargos ainda estão nas mãos do PMDB”, afirmou.

FALÁCIA

Instado a avaliar o discurso do candidato do PMDB, de que tem conhecimento nacional para abrir portas em Brasília, pela influência e por ter sido deputado federal por mais de quatro décadas, Robinson classificou de falácia. “Isso é pura falácia por que ele não resolveu ocupando um dos cargos mais altos da República as soluções do governo de Rosalba, com tanto prestígio que ele tinha não resolveu nada. Não resolveu nada, nada mesmo. Ao contrário muita pirotecnia”, afirmou.

Segundo Robinson, Henrique “nunca viveu o cotidiano das nossas cidades, nunca andou no interior fora do calendário eleitoral, não dialoga com a sociedade, com as corporações, servidores. Agora sim quer dialogar, posar de moderado, nunca foi moderado. É um candidato que teme o voto livre. Se não temesse o voto livre, não teria feito o acordão”, disse, ao criticar a política de aliança do peemedebista, que tenta contemplar todas as correntes políticas dos municípios.

“Ele quer ter com ele todos votando nele, ou ele não se acha preparando para o debate? Ele não confia nas suas propostas? Quer chegar a Pau dos Ferros e ter o apoio da bandeira verde que na vida toda lutou por ele e quer também ao seu lado a bandeira vermelha? Ele quer ter os dois palanques por que tem medo da disputa democrática nas cidades do interior. Ele quer um acordão em Natal e no estado inteiro. Isso demonstra uma fraqueza, medo muito forte de enfrentar o julgamento das pessoas”, completou

POPULAÇÃO DA ZONA RURAL DE BARAÚNA SOFRE POR FALTA DE ÁGUA

1 de setembro de 2014 at 13:26

Mesmo tendo 8 poços profundos na zona rural de Baraúna, numa capacidade de vazão de 1.800.000 litros de água por hora, os moradores estão sofrendo a maior falta de água da cidade, se construíssemos adutoras para todas as comunidade teríamos a solução deste problema, o pior a administração municipal e nem a Casa do Povo ao menos se preocupam com esta falta de água, Wilson Cabral tem se preocupado e mostrado a solução, os políticos de Baraúna, além de míopes se fazem de mudos, o eleitor tem apenas este sítio para sua defesa, no Programa Prato do Dia, apresentado por Marcos Fábio que é estencionista da Emater sempre debatemos o problema e solução da falta de água de Baraúna, Kaio Sérgio fez uma acusação , ele disse que Isoares comprou os canos da adutora do Juremal e estes canos tomaram doril, isto deveria ser investigado pela polícia civil e os envolvidos fosse indiciados e devolvesse os canos, Kaio você prestou um grande serviço a Baraúna com esta informação, se falta água em São Paulo é problema de São Paulo, mas faltar água para consumo humano na rural de Baraúna é incompetência da administração municipal e todos os envolvidos na política, poderia até se fazer um protesto na Casa do Povo e poderia-se também se fazer uma adudiência pública sobre a falta de água, discutir o problema e principalmente a solução.

OS POLÍTICOS DE BARAÚNA À ÍNDIA

1 de setembro de 2014 at 09:42

VOCÊ ACHA QUE TEMOS POLÍTICOS PARECIDOS COM OS DA ÍNDIA?
1.9.14
MILTON COELHO DA GRAÇA -

Raghuram Rajan. Foto: AFP. Also Read
Raghuram Rajan é presidente do Banco Central da Índia há um ano, tendo em seu currículo o cargo de economista-chefe do Fundo Monetário Internacional. Há poucos dias, deu uma entrevista ao jornal britânico Financial Times, com uma curta mas perfeita explicação sobre o fenômeno da corrupção política, a partir da pergunta “Por que toleramos o político venal?”.

Para Rajan, tudo começa pela má qualidade dos serviços públicos.

“Como o Estado é fraco, os eleitores cobram ajuda dos políticos locais para garantir um emprego ou obter benefícios do governo. Para isso, os políticos precisam de recursos financeiros, que obtêm exigindo propinas. Então é uma espécie de nexo profano. Como os serviços públicos são inadequados, os políticos preenchem a lacuna. Os políticos recebem recursos do empresariado e, então, são reeleitos por seu eleitorado clientelista. E o eleitorado faz vista grossa aos negócios tramados com o empresariado (…) Muitos grupos empresariais tratam os bancos públicos como fundo de reserva. Então é assim: se der cara, eu ganho; se der coroa, você perde. Quero mudar isso.”

Nós também

TRANSCRITO DO BLOG DE VALDECY DOS SANTOS JÚNIOR

1 de setembro de 2014 at 09:18

Curtinhas…

Foi muito elogiado o lançamento do livro do Dr. Herval Sampaio na sexta-feira passada sobre abuso de poder econômico nas eleições se transformando num sucesso. O livro, como já frisei aqui anteriormente servirá de base e consulta para advogados, juízes e agentes políticos, tanto no sentido da reflexão dos procedimentos eleitorais na captação ilícita de votos. O Dr. Herval Sampaio transmite a sociedade uma boa produção no campo do direito eleitoral, além de mostrar com seu exemplo prático na condução das eleições de 2012 em Mossoró e Baraúna que é possível realmente exercer o pleno poder do judiciário na coibição de atos

irregulares pelos candidatos visando obter a vitória a qualquer custo. Um homem que tem uma biografia limpa e que, com seu exemplo, mostrou claramente que a justiça merece sim a confiança, mesmo com os vários exemplos em contrário que indicam para a corrupção nos bastidores em outras esferas. Um dos condutores da revolução francesa, Maximiliano de Robespierre, teve a alcunha de incorruptível e passou para a história, embora tenha sido guilhotinado justamente pelo sucesso da própria revolução (o que pode parecer um paradoxo), mas o Dr. Herval Sampio também, em meu entender, pode também ser chamado de incorruptível, mas apesar de ter sido execrado pelos candidatos irregulares que foram cassados, recebeu com todo mérito o reconhecimento pleno e aplausos da sociedade potiguar na condução de suas atividades jurídicas. Agradeço o convite pessoal e telefônico do Dr. Herval Sampaio para o lançamento do seu livro, que infelizmente não pude ir por motivos de trabalho em outro município.

Era só o que faltava…

Está com boa repercussão o programa de rádio intitulado “prato do dia” sob a batuta do ex-vereador Marcos Fábio que diariamente degusta a política local entrevistando diversos agentes políticos municipais. O programa permite debater as diferentes ideias e tendências políticas, evidenciando os problemas da infra-estrutura logística, dos movimentos sociais, da agricultura, da falta de água, da historicidade local. Presença constante do professor Wilson Cabral no programa enriquecendo o debate. Parabéns ao Marcos Fábio por mais essa iniciativa.

OS FRACOS ESTÃO MOSTRANDO A CARA

31 de agosto de 2014 at 09:49

Os Contras estão mostrando uma lista de lideranças que vão ficar com a administração Luciana Oliveira, não vou cair nesta de divulgar o nome dos adesistas, mas o perfil deles já sabemos, eles são gatos e estão aboletados na prefeitura deste que Baraúna foi emancipada, são pessoas com quem convivemos no dia a dia, a divulgação dos seus nomes neste sítio me aumentaria a lista de desafetos políticos, agora se eles são lideranças e voces eleitores votaram neles, procurem eles e peçam empregos, pois tenho certeza que de graça ninguém muda de grupo, se os eleitores boicotassem estas lideranças, eles perderiam os valores e a administração dos Contras rejeitariam todos eles, nas esquinas estão sendo divulgadas as listas da adesões por empregos, dinheiro e outras vantagens mais, vamos fazer oposição e precisamos de soldados combatentes e valorosos, o que está em jogo é o destino de Baraúna, vou fazer oposição e muitas cobranças, vou mostrar os erros do governo, das pessoas que fazem este governo não, o povo conhece a história de todos eles, na política existe oposição e situação, tem lideranças que não aguentam o canto da sereia e vendem a alma, em outubro tem eleição e vamos logo dar o troco aos candidatos do Contras, os adesistas venderam nosso voto, mas esqueceram de combinar com o povo, bastidores não é para o povo, fica só entre aqueles que mandam no governo, agora o silêncio cúmplice de Isoares e Aldivon é que está muito a desejar, Tertinho ontem subiu no palanque de Robinson em Mossoró, tomou sua decisão, por ser o presidente da Casa do Povo vai ganhar dividendos políticos com os votos que serão dados a Robinson em Baraúna, tenho dito.

A IMPORTÂNCIA DA ELEIÇÃO DE RICARDO MOTTA PARA BARAÚNA

30 de agosto de 2014 at 09:01

Conversei bastante com o deputado Ricardo Motta e ele vai receber nos próximos dias um relatório asssinado pelo presidente do Sindicato da Lavoura, Nequinho, documento este com a colaboração de Wilson Cabral, Marcos Fábio e José Saldanha e neste documento tem os principais problemas do município de Baraúna, o teor deste comento será levado aos eleitores de Baraúna através deste blog., além disso o vereador Rafael Motta que de acordo com a pesquisa do IBOPE vai se eleger deputado federal, quando estiver em Brasília vai mandar verbas do orçamento impositivo da União para Baraúna, até hoje Baraúna só recebeu merrecas de muitos que aqui são votados, mas Ricardo e Rafael vão mandar verbas carimbadas e impositivas, impositivas porque o prefeito de plantão de Baraúna não vai poder remanejar estas verbas e vem destina para à obra descrita, era praxe em Baraúna se mandar merrecas que nada adiantavam, mas agora os tempos são outros e Ricardo e Rafael têm em Baraúna, representas como Nequinho do Sindicato e outras lideranças já citadas nesta matéria que pensam grande para o município e vão eliminar a velha política de levar vantagem e deixar o povo de fora dos benefícios. tenho dito.

PEDRO FERNANDES POLITIZA A UERN

30 de agosto de 2014 at 08:49

O reitor Pedro Fernandes não tem o direito de politizar a UERN, ele dá combustível e provoca uma crise entre aquela instituição e a prefeitura, Silveira prestigiou a gestão Pedro Fernandes e fez a primeira parceria, a UERN faturou 300 mil reais, mas foi o começo, vivemos uma política constantes de campanhas e eleições em Mossoró, de 2012 para cá foram são 3 campanhas e 3 eleições, Silveira está com os dados e trabalha sem alarde tomando providências administrativas, como a auditoria trás ao público dois grupos políticos que iriam dizer que o prefeito estava perseguindo estes grupos, creio que quando terminar as eleições toda Mossoró vai saber quem cometeu improbidade administrativa e qual o grupo que quer este relatório para fazer campanha política, fatal apenas 30 e poucos dias da eleição, agora Pedro Fernandes fazendo notas contra o vereador Jório Nogueira apequina a nossa universidade, eu estudei lá e tudo quando eu tenho só tenho porque aprendi a pensar naquela instituição, vamos desarmar os espíritos e não vamos encobrir uma escândalo que está na imprensa com a valorização que prefeito Silveira Júnior deu a UERN, pelo que sei Silveira vai trabalhar com a instituição e Mossoró só tem a ganhar, reitor recolha as armas e vamos trabalhar pela educação do nosso estado, tenho.

TRANSCRITO DO BLOG DE CARLOS SANTOS

29 de agosto de 2014 at 23:33

Sexta-Feira – 29/08/2014 – 22:33h
Municipalização
Assembleia para dar destino à Dix-sept Rosado é adiada

Ficou para a próxima segunda-feira (1º de setembro), a assembleia geral da Associação de Assistência e Proteção à Maternidade e à Infância de Mossoró (APAMIM), marcada para as 15h de hoje.
Em pauta: proposta de passar o controle da Casa de Saúde Dix-sept Rosado (CSDR) à Prefeitura de Mossoró.
A Apamim é entidade sem fins lucrativos, responsável pela CSDR. Vive uma crise sem precedentes.
A assembleia deverá acontecer no mesmo horário que aconteceria hoje. Seu adiamento ocorreu devido problema de saúde de uma de suas dirigentes.
No último dia 20, a CSDR foi ocupada pelo Ministério Público do RN (MPRN) e Ministério Público do Trabalho (MPT), com reforço da Polícia Militar, em operação de busca e apreensão (veja AQUI).
Nota do Blog – Na Prefeitura de Mossoró, há nítido interesse em transformar a CSDR numa Maternidade Municipal.
Acredita-se, que a mudança de gestão possa gerar considerável redução do custo da CSDR, com melhoria no atendimento.

MARINA E EMPATA COM DILMA

29 de agosto de 2014 at 23:28

Datafolha: Marina empata com Dilma e venceria petista por 10 pontos no 2º turno
Presidente e candidata do PSB têm 34% cada; tucano tem 15% das intenções de voto
POR O GLOBO
29/08/2014 20:33 / ATUALIZADO 29/08/2014 21:28

RIO — Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira pelo “Jornal Nacional”, da TV Globo, reforça o avanço da candidata Marina Silva (PSB) na disputa eleitoral, já identificado no levantamento do Ibope no início da semana. Segundo os novos dados, Dilma (PT) e Marina (PSB) estão empatadas com 34% das intenções de voto cada. Já o tucano Aécio Neves (PSDB) aparece com 15%. A candidata do PSB à Presidência da República, 19 pontos à frente de Aécio no primeiro turno, teria ainda 10 pontos de vantagem contra Dilma em um eventual segundo turno.

Marina cresceu 13 pontos em relação ao último levantamento do Datafolha, divulgado no dia 13 de agosto. Antes, a candidata do PSB tinha 21%, Dilma 36% e Aécio 20%. Na última pesquisa, brancos e nulos somavam 8% (agora são 7%). Indecisos eram 9% dos entrevistados (agora são 7%).

O Datafolha também simulou dois cenários para um possível segundo turno. Na disputa Dilma X Marina, a candidata do PSB aparece com 50% das intenções de voto, contra 40% de Dilma. Brancos e nulos somam 7%, e indecisos 3%. No levantamento anterior, Marina tinha 47%, contra 43% da petista.

VEJA TAMBÉM
Aécio volta a pregar serenidade e adaptação ao novo quadro eleitoral
‘Efeito Marina’: equipes de ministérios são chamadas a atuar para campanha de Dilma
Após avanço de Marina nas pesquisas, Aécio diz que país não é para ‘amadores’
Ibope: Marina abre 10 pontos sobre Aécio e venceria Dilma no 2º turno
Na simulação Dilma X Aécio, a candidata à reeleição possui 48%, contra 40% do tucano. Brancos e nulos somam 9% e indecisos 4%. Na pesquisa anterior, a petista tinha 47% e Aécio 39%.

NANICOS

Na simulação do primeiro turno, Pastor Everaldo (PSC) obteve 2% das intenções de voto. Os demais candidatos não chegaram a mais de 1%.

A pesquisa entrevistou 2.874 eleitores nos dias 28 e 29 de agosto. O registro no TSE é BR00438/2014. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S. Paulo”.

AVALIAÇÃO DO GOVERNO

O instituto também aferiu a avaliação do governo Dilma Rousseff. Segundo o levantamento, 39% dos entrevistados consideram a gestão regular, 35% ótima ou boa, e 26% ruim ou péssima. Em pesquisa divulgada há dez dias, as avaliações que consideravam o governo ótimo ou bom e regular estavam no mesmo patamar (38%). Já 23% achavam o governo ruim ou péssimo

Read more: http://oglobo.globo.com/brasil/datafolha-marina-empata-com-dilma-venceria-petista-por-10-pontos-no-2-turno-13776613#ixzz3Bq2tcePP

TERTÚLO ALVES PRESIDENTE DA CÂMARA DE BARAÚNA FECHOU COM ROBINSON FARIA E FÁTIMA BEZERRA

29 de agosto de 2014 at 23:11

O presidente da Casa do Povo de Baraúna fechou com Robinson Faria para governador e Fátima Bezerra para senadora, ele cansou de ouvir promessas não cumpridas pela cúpula do PMDB no estado, ao lado de Flávio Mathias e Divanise vai comandar a campanha de Robinson em Baraúna, até agora ainda não houve campanha, mas nas conversas de calçadas as informações é que Robinson em Baraúna ganha de lapada, temos ainda Marcos Fábio, Nequinho e Wilson Cabral, falta confirmar Ruberlândio e Didi do Sindicato, sei que deixei muitas lideranças de fora da lista, mas amanhã vou fazer uma matéria mais completa, quanto a Isoares, Aldivon e Zé Bezerra nunca mais falei com eles e não sei da posição deles, do jeito que estão demorando vai chegar 05 de outubro e eles não decidem e quando forem decidir os eleitores já têm decedido por eles, tenho dito.

TRANSCRITO DO JORNAL DE HOJE

29 de agosto de 2014 at 22:32

Postado dia 29/08/2014 às 16h12 por: Portal JH
Jornalista da Globo: “Acendeu sinal amarelo na campanha de Henrique Alves”
Renata Lo Prete, do Jornal das Dez, aponta crescimento de Robinson Faria, principal adversário do PMDB
Henrique está com 40%, mas como Robinson Faria passou dos 20%, o sinal amarelo está aceso, segundo Renata Lo Prete. Foto: Heracles Dantas
Henrique está com 40%, mas como Robinson Faria passou dos 20%, o sinal amarelo está aceso, segundo Renata Lo Prete. Foto: Heracles Dantas
Ex-editora da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, e atual analista da TV Globo News, a jornalista Renata Lo Prete avaliou, nesta quinta-feira, durante participação no Jornal das Dez, a pesquisa Ibope que mediu a intenção de voto do eleitor potiguar na disputa pelo governo e o Senado nas eleições deste ano. Para ela, em que pese o candidato do PMDB, Henrique Alves, ter alcançado o patamar dos 40%, o resultado da pesquisa “acendeu o sinal amarelo” na campanha do atual presidente da Câmara dos Deputados, uma vez que a principal candidatura adversária, a do vice-governador Robinson Faria (PSD), ultrapassou a casa dos 20%.

De acordo com a analista, o quadro é preocupante para o peemedebista porque Henrique é apoiado por “um número grande de partidos e o segundo colocado, que é o atual vice-governador, que é do PSD, está mostrando um resultado”, ao ultrapassar o patamar superior aos 20% das intenções de voto.

A preocupação, de acordo com a jornalista, se deve ao fato de que a coligação de Henrique está sofrendo algum tipo de desgaste. “No RN com certeza acendeu o sinal amarelo na candidatura do Henrique Alves. Como, as pessoas podem perguntar, se ele está na faixa de 40% das intenções de voto? Por quê? Porque ele está apoiado por um número grande de partidos e o segundo colocado, que é o atual vice-governador, que é do PSD, está mostrando um resultado: já que subiu ao patamar na casa dos 20%. Isso aí preocupa, porque é uma coligação muito grande e é uma coligação que aparentemente está sofrendo algum tipo de desgaste”, avaliou.

A análise de Lo Prete se dá em cima do resultado da pesquisa Ibope, contratada pela Intertv Cabugi e divulgada na noite desta quinta-feira, no telejornal “RN 2ª Edição”. Os números do Ibope mostraram Henrique com 40% das intenções de voto, seguido por Robinson, com 28%, Robério Paulino (PSOL), com 2%, Simone Dutra (PSTU), com 2%, e Araken Farias (PSL), com 1%. 17% dos entrevistados responderam ninguém, branco ou nulo, e 10% não souberam responder. A pesquisa ouviu 812 eleitores.

SENADO

Lo Prete avalia que a candidata ao Senado, Wilma de Faria (PSB), poderia ser beneficiada com o crescimento da campanha da presidenciável Marina Silva (PSB). Mas ressalta a dificuldade do fator Marina, tanto para Wilma, quanto para Henrique. Segundo a jornalista, Wilma está empatada com Fátima Bezerra (PT), mas não se beneficiará do bom momento de Marina, porque está num palanque com Henrique Alves, dentro de uma aliança reprovada pela ex-ministra do Meio Ambiente.

Para Lo Prete, o RN será um dos estados em que Marina não virá fazer campanha, para não se aproximar do palanque do candidato do PMDB. “Interessante mostrar que lá (no RN) a candidata ao Senado nessa coligação é do PSB, a ex-governadora Wilma de Faria. E ela está numa disputa acirrada, praticamente empatada, com a candidata do PT, que é a deputada federal Fátima Bezerra. O que é que isso significa? Que Wilma de Faria poderia se beneficiar de uma campanha de Marina Silva por essa chapa nesse estado. Mas Marina Silva não vai lá. O RN é um daqueles estados em que PSB fechou uma coligação com a qual a Rede não concordava e que, portanto, Marina não deve se aproximar desse palanque”, finalizou.

Compartilhar:

TRANSCRITO DO JORNAL DE HOJE

29 de agosto de 2014 at 22:30

Postado dia 29/08/2014 às 16h12 por: Portal JH
Jornalista da Globo: “Acendeu sinal amarelo na campanha de Henrique Alves”
Renata Lo Prete, do Jornal das Dez, aponta crescimento de Robinson Faria, principal adversário do PMDB
Henrique está com 40%, mas como Robinson Faria passou dos 20%, o sinal amarelo está aceso, segundo Renata Lo Prete. Foto: Heracles Dantas
Henrique está com 40%, mas como Robinson Faria passou dos 20%, o sinal amarelo está aceso, segundo Renata Lo Prete. Foto: Heracles Dantas
Ex-editora da coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, e atual analista da TV Globo News, a jornalista Renata Lo Prete avaliou, nesta quinta-feira, durante participação no Jornal das Dez, a pesquisa Ibope que mediu a intenção de voto do eleitor potiguar na disputa pelo governo e o Senado nas eleições deste ano. Para ela, em que pese o candidato do PMDB, Henrique Alves, ter alcançado o patamar dos 40%, o resultado da pesquisa “acendeu o sinal amarelo” na campanha do atual presidente da Câmara dos Deputados, uma vez que a principal candidatura adversária, a do vice-governador Robinson Faria (PSD), ultrapassou a casa dos 20%.

De acordo com a analista, o quadro é preocupante para o peemedebista porque Henrique é apoiado por “um número grande de partidos e o segundo colocado, que é o atual vice-governador, que é do PSD, está mostrando um resultado”, ao ultrapassar o patamar superior aos 20% das intenções de voto.

A preocupação, de acordo com a jornalista, se deve ao fato de que a coligação de Henrique está sofrendo algum tipo de desgaste. “No RN com certeza acendeu o sinal amarelo na candidatura do Henrique Alves. Como, as pessoas podem perguntar, se ele está na faixa de 40% das intenções de voto? Por quê? Porque ele está apoiado por um número grande de partidos e o segundo colocado, que é o atual vice-governador, que é do PSD, está mostrando um resultado: já que subiu ao patamar na casa dos 20%. Isso aí preocupa, porque é uma coligação muito grande e é uma coligação que aparentemente está sofrendo algum tipo de desgaste”, avaliou.

A análise de Lo Prete se dá em cima do resultado da pesquisa Ibope, contratada pela Intertv Cabugi e divulgada na noite desta quinta-feira, no telejornal “RN 2ª Edição”. Os números do Ibope mostraram Henrique com 40% das intenções de voto, seguido por Robinson, com 28%, Robério Paulino (PSOL), com 2%, Simone Dutra (PSTU), com 2%, e Araken Farias (PSL), com 1%. 17% dos entrevistados responderam ninguém, branco ou nulo, e 10% não souberam responder. A pesquisa ouviu 812 eleitores.

SENADO

Lo Prete avalia que a candidata ao Senado, Wilma de Faria (PSB), poderia ser beneficiada com o crescimento da campanha da presidenciável Marina Silva (PSB). Mas ressalta a dificuldade do fator Marina, tanto para Wilma, quanto para Henrique. Segundo a jornalista, Wilma está empatada com Fátima Bezerra (PT), mas não se beneficiará do bom momento de Marina, porque está num palanque com Henrique Alves, dentro de uma aliança reprovada pela ex-ministra do Meio Ambiente.

Para Lo Prete, o RN será um dos estados em que Marina não virá fazer campanha, para não se aproximar do palanque do candidato do PMDB. “Interessante mostrar que lá (no RN) a candidata ao Senado nessa coligação é do PSB, a ex-governadora Wilma de Faria. E ela está numa disputa acirrada, praticamente empatada, com a candidata do PT, que é a deputada federal Fátima Bezerra. O que é que isso significa? Que Wilma de Faria poderia se beneficiar de uma campanha de Marina Silva por essa chapa nesse estado. Mas Marina Silva não vai lá. O RN é um daqueles estados em que PSB fechou uma coligação com a qual a Rede não concordava e que, portanto, Marina não deve se aproximar desse palanque”, finalizou.

Compartilhar:

ROBINSON 55

29 de agosto de 2014 at 22:20

VALE ESTE

Caravana da Liberdade de Robinson e Fátima volta a Mossoró neste sábado

A Caravana da Liberdade volta a Mossoró neste sábado, 30, com Robinson 55, Fátima 131, Fábio Faria 5555 e Galeno Torquato 55.555, para confirmar a grande virada que da Nação 55 na campanha estadual. Sob o comando do prefeito Francisco José Júnior, a movimentação começa na Felipe Camarão, em frente ao Aeroporto Dix-Sept Rosado, às 17h, e segue pelas principais ruas da cidade até a Praça do Alto da Conceição, em frente ao mercado público daquele bairro.

Robinson e Fátima voltam à cidade para reafirmar seus compromissos para a cidade e o Estado e mostrar que essa é a campanha que mais cresce. Em Mossoró, Fátima Bezerra está muito à frente da segunda colocada e Robinson Faria é o candidato ao governo que mais cresce. Fábio Faria e Galeno Torquato seguem a tendência, apontando entre os candidatos a federal e estadual preferidos dos mossoroenses.

A Caravana da Liberdade chega ainda mais forte depois de percorrer grande parte do Rio Grande do Norte. As propostas de Robinson e Fátima estão sendo recebidas com bastante esperança pela população que vem participando ativamente das movimentações. Em Mossoró, o prefeito Francisco José Júnior, ao lado de outras lideranças, tem mobilizado o povo em caminhadas e reuniões de calçadas cada vez maiores. “Estamos vendo a campanha crescer diariamente pela vontade dos eleitores. Logo, estaremos na frente e conquistaremos uma vitória histórica no Rio Grande do Norte”, disse o prefeito Francisco José Júnior